PRESS RELEASE

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014 14:00

Scania conquista em 2013 o melhor ano de sua história no Brasil

Fabricante foi a líder do mercado de pesados com 32% de participação, R 440 se tornou o caminhão mais emplacado da indústria e marca foi a que mais cresceu nos semipesados

São Paulo, 10 de fevereiro de 2014 - O ano de 2013 foi histórico para a Scania. A empresa bateu seu recorde de emplacamentos de caminhões e ônibus desde que chegou ao País em 1957, com 20.824 unidades, e liderou a categoria dos pesados. Além disso, viu o R 440 ser o caminhão mais registrado não apenas entre os pesados, mas também de toda a indústria, bem como foi a responsável pelo maior crescimento nos semipesados e atingiu volume histórico nos veículos fora de estrada. O Brasil se tornou, mais uma vez, o principal mercado para a venda de caminhões, chassis de ônibus e peças da Scania no mundo.

 

"A Scania vem se destacando por oferecer soluções de vendas de transporte de carga e de passageiros com veículos e serviços integrados que proporcionam superior economia de combustível, produtividade, rentabilidade e baixo custo operacional", afirma Eronildo Santos, diretor de Vendas de Veículos da Scania do Brasil. "O transportador está cada vez mais profissionalizado e acompanhamos as demandas dos clientes com melhorias continuas nas linhas de produtos, serviços, no treinamento e segmentação da força de vendas e na reestruturação, ampliação e padronização da rede de concessionárias. Vivemos em um novo mercado."

 

A Scania foi a fabricante que obteve o maior incremento de emplacamentos no mercado total de caminhões. Foram registradas 19.698 unidades entre semipesados e pesados, que geraram alta de 77,8% sobre o montante de 11.078 relativo a 2012. Nesse caso, a participação subiu de 8% para 12,7% dentre todas as categorias da indústria. 

 

Se forem levadas em conta apenas as faixas de atuação da marca, o mercado acima de 16 toneladas de capacidade máxima de tração (CMT), a fatia da Scania subiu de 12,7% para 19%, e o índice de alta, de 77,8% ante 2012, também configurou o maior entre os concorrentes.   

 

Primeiro lugar nos pesados

A liderança da Scania nos caminhões pesados gerou participação de 32,2% para a fabricante e volume de 17.983 unidades. Em comparação ao exercício de 2012 (9.942 unidades), a evolução foi de 80,9%, que resultou no maior crescimento da categoria dentre os concorrentes. Além disso, a Scania avançou mais do que o dobro desse segmento, que teve alta de 34,5%. "Os clientes dizem que economia de combustível é com Scania. O desempenho de nossa linha de pesados comprova que estamos no caminho certo. São produtos que oferecem índices superiores de economia de combustível, rentabilidade, produtividade e conforto ao motorista."

 

Do total de 17.983 unidades de pesados, 10.508 foram do modelo R 440. Com isso, ele conquistou a liderança nos emplacamentos da categoria e também entre todas as outras da indústria de caminhões. 

 

Outro destaque da marca nos pesados em 2013 foi o lançamento do Streamline, um novo conceito de solução de transporte, em que produtos e serviços são oferecidos juntos, como um só pacote, ao cliente. O Scania Streamline está disponível para as cabines rodoviárias já existentes G, R e R Highline e proporciona tudo o que a marca pode entregar em termos de economia de combustível, disponibilidade e rentabilidade. 

 

Os caminhões podem chegar a até 15% de redução de consumo em comparação à linha Euro 3, pois trazem uma combinação formada pelos novos ganhos aerodinâmicos com defletores de ar, o eficaz trem de força, a nova caixa de câmbio Scania Opticruise em sua quarta geração e os eficientes motores Euro 5, os propulsores a diesel menos poluentes da história da Scania no Brasil, lançados em 2012. Em relação à linha Euro 5 tradicional, o Streamline pode atingir uma economia de até 4%.

 

O Streamline contempla modelos de 360 a 620 cavalos de potência e torques de 1.850Nm a 3.000Nm. O R Streamline V8 de 620cv continua a ser o caminhão mais potente fabricado no Brasil. São três tipos de configuração de roda: 4x2, 6x2 e 6x4.

 

Marca que mais cresce nos semipesados

Na categoria de semipesados, a Scania foi a marca que mais evoluiu, com acréscimo de 51% ante 2012 (com 1.136 produtos). O volume chegou a 1.715 unidades, e a participação a 3,6%. 

 

"São volumes históricos para a Scania. Entramos nesse segmento em 2010 e ainda estamos na fase de entender o perfil desse cliente", salienta Santos. "Contudo, esses resultados comprovam que a estratégia está correta. A empresa oferece soluções de transporte, ou seja, veículos adequados para a real necessidade do cliente e serviços adequados para garantir uma operação com baixos custos. 

 

Nossa força de vendas tem cada vez mais se especializado semipesados e os profissionais atuam como verdadeiros consultores". 

 

O grande responsável pelo sucesso nos semipesados é o campeão de vendas, o modelo P 310. Do total de 1.715 unidades emplacadas pela Scania, ele somou 1.282 veículos.  O maior destaque é a versão 8x2, com pioneiro quarto eixo original de fábrica, que foi responsável por 1.193 unidades ou 69,5% de participação dentro do mix da fabricante. O P 310 oferece caixa automatizada na categoria, o Scania Opticruise. 

 

Os outros diferenciais do produto no segmento são maior torque plano, que garante menos consumo de combustível e maior velocidade média, capacidade para carregar a maior carroceria (na opção de entre-eixos de 6.300mm), além de cabine-leito e suspensão a ar, que fazem parte do pacote de opcionais.

 

Linha Off-Road bate recorde de emplacamentos

Outra gama que fez sucesso em 2013 foi a nova linha Off-Road da Scania. Os caminhões fora de estrada foram responsáveis por 1.515 unidades emplacadas, o maior volume já registrado pela empresa no País.

 

A linha Off-Road da Scania disponibiliza aos clientes que atuam nas aplicações de construção, mineração, madeira e cana a mais completa gama de modelos, versões de tração, distâncias entre eixos, pacotes de itens de série e opcionais, além de soluções customizadas. Os produtos garantem máxima produtividade, eficiência na dirigibilidade, segurança, robustez, durabilidade, ergonomia e conforto ao operador.

 

O maior destaque de 2013 foi o lançamento do P 310 6x4, com redutor nos cubos. A nova versão possibilita tracionar até 100 toneladas e já é um sucesso. Com motor de 310cv, desenvolve torque de 1.550Nm e proporciona economia superior já nas baixas rotações. A Scania é a única a comercializar a caixa totalmente automatizada Opticruise para essa faixa e Driver Support. Oferece ainda a cabine mais confortável e ergonômica, o maior torque e a maior economia de combustível da categoria.

 

Alta de 8,6% nos registros de chassis de ônibus

A Scania emplacou em 2013 um total de 1.126 chassis de ônibus entre urbanos e rodoviários. O crescimento na faixa urbana foi de 43% (113 unidades) e na rodoviária de 5,7% (1.013 produtos). 

 

Na linha urbana, o destaque são os modelos de motor dianteiro. No ano passado, a marca realizou o Scania Experience para promover a nova faixa de atuação e passou por 23 cidades. A partir de então, a procura pelos clientes vem aumentando. Clientes tradicionais como o Grupo Rosa, que adquiriu 40 unidades para renovar a frota urbana de Itapetininga (SP), o Grupo Jundiá (21 unidades), a JSL com 24 produtos, e o Grupo Boa Esperança, que comprou 22 modelos para atuar em operações no norte do País, são exemplos da crescente aceitação dos produtos F 250.

 

No mercado rodoviário, destaque para a venda ao Grupo Gontijo de 102 unidades do K 400 6x2. Foi o primeiro lote de modelos Euro 5 vendido a este cliente. Todos os chassis foram equipados com caixa automatizada Scania Opticruise, freio auxiliar Scania Retarder e freios EBS.