PRESS RELEASE

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015 14:00

Scania comercializa 54 chassis para o Equador

Solução customizada renova em 100% frota de ônibus da Cooperativa de Transporte Ecuador no trajeto entre as duas principais cidades do país

São Paulo, 21 de janeiro de 2015 – A Scania, referência mundial na fabricação de caminhões pesados, de ônibus e de motores industriais e marítimos, comercializou 54 chassis K410 IB6X2 para a Cooperativa de Transporte Ecuador. O negócio irá representar a substituição de 100% da frota que hoje opera no trajeto entre as cidades de Quito, capital do Equador, e Guayaquil, conhecida como polo econômico do país.


“A partir da necessidade do cliente, baseada nas condições geográficas do percurso – mais de 400 quilômetros de distância e uma variação de altitude que chega a 3.000 metros durante a rota –, a Scania desenvolveu uma solução customizada capaz de oferecer eficiência, redução da emissão de gás carbônico e melhora na rentabilidade da operação”, conta o gerente comercial da Scania para América Latina, Alexandre Paschoaletti.


Os ônibus são equipados com carrocerias Marcopolo G7 Paradiso 1.800 DD (Double Decker), com capacidade para transportar 44 passageiros no piso superior e 16 no inferior em poltronas semileito, e entram em operação em fevereiro.

A negociação foi conduzida em parceria com a SCANEQ, distribuidora local da Scania no Equador. “Temos oficinas em Quito e em Guayaquil, o que garante agilidade nos processos de manutenção preventiva e corretiva, aumentando a disponibilidade da frota”, explica gerente de vendas da SCANEQ, Luis Gordillo. “Esses fatores, somados à qualidade dos chassis da marca, nos tornaram os fornecedores ideais para a operação da Cooperativa de Transporte Ecuador”, completa Gordillo.

Torque e durabilidade – Os chassis que a Cooperativa de Transporte Ecuador adquiriu têm três eixos, 14 metros de comprimento e são equipados com o motor Scania DC13 107 turbodiesel de 13 litros e seis cilindros em linha, que atendem os níveis de emissões Euro 3 exigidos no país. Ele produz 410 hp a 1.900 rpm e 2.000 Nm de torque disponíveis entre 1.000 e 1.350 rpm.  “Em conjunto com a caixa automatizada Scania Opticruise GR875R, de 8 velocidades, essa motorização garante o desempenho necessário para a operação da cooperativa neste trajeto, com alta disponibilidade do veículo e menor consumo de combustível, minimizando o impacto no meio ambiente”, explica Paschoaletti.

Para garantir a segurança do motorista e dos passageiros, o moderno chassi K410 IB6x2 traz freios com sistema antibloqueio (ABS) e controle eletrônico de frenagem (EBD), além de contar com o sistema auxiliar de freio hidráulico Retarder, exclusivo da Scania, e controle de tração. O chassi é equipado com suspensão a ar integral e controle eletrônico de estabilização, o que garante baixo nível de ruído, proporcionando mais conforto e segurança para os passageiros.

A Scania é um dos principais fabricantes mundiais de caminhões pesados, de ônibus e de motores industriais e marítimos. Os produtos de serviços têm participação crescente nos negócios da empresa, assegurando aos clientes soluções de transporte econômicas e com alta disponibilidade operacional. Com 41 mil colaboradores, a Scania está presente em mais de 100 países, com linhas de produção na Europa, Ásia e América Latina com possibilidade de intercâmbio global de componentes e veículos completos. Em 2013, as receitas totais da Scania alcançaram 86,6 bilhões de coroas suecas e o resultado financeiro após a dedução de impostos foi de 6,2 bilhões de coroas suecas.